Goiania / GO - quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Perguntas Nariz

Cirurgia plástica de nariz - Rinoplastia

.

Devido à sua localização central na face, a rinoplastia (cirurgia do nariz) ocupa papel relevante entre as cirurgias plásticas estéticas.

Realizada tanto em homens como em mulheres, a rinoplastia possibilita uma diversidade de abordagens estéticas no nariz, como o tratamento da ponta, dorso, base e também suas variantes funcionais, como o taratamento do septo e da válvula nasal.

Problemas funcionais associados devem ser sempre relatados ao seu cirurgião para que o seu tratamento seja planejado antes da cirurgia. Algumas perguntas são comuns nesse tipo de procedimento:

P: A rinoplastia deixa cicatrizes?

R: Na grande maioria das vezes, a técnica utilizada permite que as cicatrizes fiquem escondidas dentro da cavidade nasal. Nesses casos, não haverá cicatriz aparente. Em outros casos, entretanto, existem cicatrizes externas pouco aparentes como conseqüência de incisões (cortes) feitas na columela (parte entre cada orifício narinário) ou nas asas nasais (porção lateral das narinas), conforme discutido e orientado previamente pelo seu cirurgião.

P: Poderei escolher, para o meu futuro nariz, a forma que eu desejar?

R: Não. Existe um equilíbrio estético entre o nariz e a face, equilíbrio este que o cirurgião deve observar a fim de preservar a naturalidade e autenticidade da face. Cada caso é estudado minuciosamente a fim de que se possa dar ao nariz a melhor forma possível, dentro das exigências da face. Se a sua escolha coincidir com aquele tipo de nariz planejado, sem dúvida seu desejo será atendido. Cirurgião e paciente deverão estar de acordo com o resultado possível de se obter.

P: O resultado definitivo em relação à forma e função é imediato?

R: Não. Várias fases são características do pós-operatório da rinoplastia. Na fase inicial, por volta do 7º dia, percebe-se um edema (inchaço) do nariz logo após a retirada do gesso. Até o 3º mês já temos uma noção mais apurada da forma do nariz e a sensação mais evidente de sua melhora funcional. Após cerca de 6 meses, o edema já regrediu o suficiente para que se perceba os traços mais proeminentes do novo nariz. O resultado definitivo acontece por volta dos 18 meses, mas existem pacientes que atingem o resultado definitivo um pouco antes, assim como outros que ultrapassam este período. A persistência ou não do edema transitório por um período mais longo que o normal geralmente não interfere no resultado final.

P: Como ficará minha respiração após a cirurgia?

R: A rinoplastia também visa melhorar as condições respiratórias do paciente, caso exista alguma queixa respiratória associada. Além de haver alguma dificuldade respiratória nas primeiras semanas de pós-operatório, que se deve ao fato de o edema também existir na parte interna do nariz, o movimento da válvula respiratória (controle de entrada e saída do fluxo aéreo) também fica prejudicado nesse período o que, com o decorrer do tempo, tende a normalizar-se. Alguns problemas respiratórios estão ligados ao septo que, em certros casos, poderá ser corrigido no mesmo tempo cirúrgico. Quando a correção do septo demanda cuidados especiais, a rinoplastia poderá ser feita numa segunda oportunidade, após ter sido corrigido o septo.

P: Sofro de coriza (escorrimento) constante. A cirurgia estética alivia esse sintoma?

R: Teoricamente não. Existe apenas uma observação prática de que certos casos apresentam alguma melhora após a cirurgia. Isso não poderá ser assegurado para todos os pacientes. É importante esclarecer que as funções respiratórias deverão ser preservadas após a rinoplastia.

P: Por quanto tempo persiste o resultado obtido?

R: O resultado de uma rinoplastia é duradouro, persistindo por um longo período. Ainda assim, após alguns anos, poderão ocorrer algumas alterações morfológicas (na forma) na região nasal, como ocorre em qualquer outra parte do organismo.

P: A rinoplastia é considerada uma cirurgia “pequena” ou “média”? E as complicações?

R: A rinoplastia é freqüentemente uma cirurgia de médio porte que raramente determina alguma complicação séria. Entretanto, sendo um procedimento cirúrgico e por envolver a cicatrização, ocasionalmente poderão ocorrer intercorrências na evolução. Felizmente esses casos  imprevistos são passíveis de pequenas correções posteriores, realizadas através de revisões cirúrgicas que objetivam o resultado planejado. Os possíveis imprevistos não devem ser confundidos com as formas intermediárias pelas quais passa o nariz no pós-operatório imediato até que atinja sua forma definitiva. Qualquer dúvida a respeito de uma possível complicação pós-operatória será prontamente esclarecida pelo seu cirurgião.

P: Qual o tipo de anestesia que se utiliza nesta cirurgia?

R: Geralmente a anestesia local com sedação, podendo-se optar pela geral em casos selecionados ou que envolvam a correção de grandes alterações funcionais.

P: Quanto tempo demora o ato cirúrgico?

R: Aproximadamente 3 a 4 horas. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois essa permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá informar-lhe melhor quanto ao tempo total.

P: Qual o tempo de internação?

R: Varia de acordo com o tipo de anestesia utilizada e com a recuperação do paciente. Geralmente de 6 horas a 1 dia de internação, sempre visando seu maior conforto e segurança.

P: São utilizados curativos? Quantos?

R: Sim. O curativo interno é feito por meio de tamponamento nasal (preenche-se as narinas com gaze recoberta de pomada) que permanece por 24 a 48 horas. Após a sua retirada, não será mais necessário. O curativo externo é feito com fita microporosa e uma lâmina de gesso ou outro material imobilizante que recobre totalmente o nariz, permanecendo por cerca de 7 dias. Após a retirada do gesso, este não será mais necessário, mantendo-se apenas a microporagem no nariz. Se for realizada a correção simultânea do septo, poderá ser necessário o uso de um splint nasal (material plástico posicionado dentro do nariz a fim de manter o posicionamento do septo nasal) o qual será retirado após a 1ª semana.

P: Ouvi dizer que o nariz pode sangrar nos primeiros dias. Isso é verdade?

R: Existe um pequeno sangramento que é normal nas primeiras 48 a 72 horas. O curativo posicionado na abertura do nariz tem a finalidade de conter esse sangramento. Esse curativo externo de gaze poderá ser trocado em casa sempre que necessário.

P: Há dor no pós-operatório?

R: Raramente. A rinoplastia apresenta um período pós-operatório bastante confortável, a não ser pelo uso do tampão ou splint nasal. Episódios isolados de dor são tratados com os analgésicos prescritos.

P: Há perigo nessa cirurgia?

R: Raramente uma cirurgia de rinoplastia determina algum tipo de complicação mais séria. Isso  deve-se ao fato da preparação conveniente a cada paciente para o ato cirúrgico.

P: Em que posição deverei dormir nos primeiros dias?

R: Mantenha a cabeça levemente elevada do leito com o uso de travesseiros. A face deverá ficar voltada para cima sempre que possível.

P: Quando poderei tomar sol?

R: Na presença de equimoses (arroxeados), a exposição solar pode deixar marcas definitivas. Assim, a exposição solar direta só deverá ser experimentada após o 3º mês de pós-operatório. As exposições antes desse período deverão ser apenas momentâneas, somente quando necessárias e com o uso de fotoprotetor (protetor solar de fator maior que 30).

P: Qual a evolução pós-operatória?

R: Você não deve se esquecer que, até que se atinja o resultado final, diversas fases evolutivas são características desse tipo de cirurgia. O edema (inchaço), a equimose (arroxeado ao redor dos olhos) e até um certo grau de dificuldade respiratória nos primeiros dias são comuns a todos pacientes. Não se preocupe. Dê tempo ao seu organismo, que se encarregará de dissipar todos esses pequenos transtornos que porventura durem até o 1º mês. Lembre-se que toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser transmitida ao seu cirurgião plástico, que tem plenas condições de sanar suas dúvidas, mantendo sua tranqüilidade no pós-operatório. Pode haver uma certa euforia após a retirada o gesso ou o imobilizador (7º dia de pós-operatório) e mesmo uma discreta ansiedade, devido ao aspecto transitório do edema e do posicinamento da ponta nasal. Isto é passageiro e geralmente reflete o desejo de atingir o resultado final o quanto antes. Tenha paciência, pois nenhum resultado de cirurgia estética do nariz deverá ser avaliado antes de 12 meses de pós-operatório.

P: Para finalizar: o resultado da cirurgia estética do nariz compensa?

R: Sim, claro, desde que seja algo que você deseja. A rinoplastia habitualmente proporciona grandes satisfações. Cada caso é analisado individualmente na 1ª consulta na qual são esclarecidas todas as dúvidas, e expostas as possibilidades para o seu tratamento.